sexta-feira, 25 de maio de 2012

ILHA DO COATI: O MARAJÓ COMEÇA AQUI

Chegada em Ponta de Pedras pelo Rio Marajo Açu, Por Antonio Ernesto Teixeira da Silva


PATRIMÔNIO NATURAL MUNICIPAL DO RIO MARAJÓ-AÇU
(proposição aos legisladores do município de Ponta de Pedras).

Aos Conterrâneos pontapedrenses:

Data venia, o poeta e filósofo ribeirinho Juraci "O Boto" Siqueira; 
especialista profundo do mundo das águas, 
me ajude neste extravagante pleito ao Senhor Prefeito
e aos Senhores Vereadores Municipais da antiga Vila de Itaguari;
no sentido de declarar a ilha jitinha do Coati chamada
morada da cobra grande Boiúna
porto e estaleiro imaginário do Navio Encantado,
titulo de Patrimônio Natural Municipal do rio Marajó-Açu.

Esta ilha jitinha esconde o mistério do Fim do Mundo
onde por acaso o Marajó começa rico e cheio de garças
que lhe fica fronteira à margem esquerda do rio
na orla da cidade e na terceira margem da paisagem.
Marinheiro de primeira viagem e visitante estrangeiro
não imagina que a ínsula pequenina
fazendo parte do arquipélago do Itaguari
(arquipélago esse, na verdade, parte da "ilha" do Marajó)
guarda tão grande tesouro da nossa antiguidade.

Em certas noites de lua quando o relógio da Matriz
bate as doze badaladas da meia-noite a ilha desatraca
enquanto a cidade dorme o sono da pedra
da primeira noite do mundo
evai a cobra-ilha em riba da maré descendo para a boca do rio
lá fora na correnteza do Amazonas aparece o navio
vai para alto mar todo iluminado com música a bordo
mais de um canoeiro viu
e mesmo na Mangabeira pescador indo pescar
pode jurar que o caso é real.

Outra vez um mariscador panema morto de sono
encostou a montaria na ilharga da ilha Coati
pra esperar a maré,
o pobre diabo adormeceu em riba do banco
e quando deu por si já ia a reboque no além mar
quando acaba o galo cantou lá em terra
o dia amanhecia por riba do Fim do Mundo
o caboco se acordou e achou tudo no lugar de costume
a ilhinha ingênua, remo, matapi, remo e canoa amarrada...

Oh, as mil e uma noites do Fim do Mundo!
Passado e futuro caminham pelas ruas
de mãos dadas inventando estórias deste rio.

Não deixem, meus senhores e minhas senhoras,
se perder a memória do lugar.

Zé Varela

2 comentários:

  1. Prefeito, Vereadores,
    nosso preito nu e cru,
    é ver a Ilha do Coati,
    morada da boioçu,
    Patrimônio Natural
    e também Municipal
    do rio Marajó-Açu.

    Antonio Juraci Siqueira
    poeta marajoara

    ResponderExcluir
  2. Muito bem! Nota máxima para os dois!
    Saudações marajoaras!!!

    ResponderExcluir